Home Mundo Sertanejo e Country Berrante: Aprenda a Tocar Agora e Seja Um Grande Berranteiro

Berrante: Aprenda a Tocar Agora e Seja Um Grande Berranteiro

Para muitos, o som de um berrante tocando no campo remete a diversas memórias afetivas.

Se você é um dos amantes das boas tradições, gosta de uma boa moda de viola e mantém essa tradição viva, se liga que vamos te ensinar como tocar Berrante!

Além disso.

Vamos passear pela história deste instrumento emblemático, passando por dicas de como tocá-lo e também como escolher o berrante ideal para você.

Sabia que existe até concurso profissional de berrante? Vem conferir!

A história do Berrante

Nem sempre o Berrante foi apenas sinônimo de tradição e afetividade sertaneja.

No início, ele era um poderoso instrumento de trabalho utilizado pelos ruralistas e tropeiros brasileiros. 

Ele é um instrumento tão importante para a tradição e para a vida no campo que pode ser considerado uma das grandes ferramentas analógicas nos dias de hoje.

Já que, ajuda na lida com o gado e com isso a expansão das economias das principais regiões agropecuárias brasileiras.

Por exemplo.

O som do Berrante ajuda a juntar o gado e com isso seguir para ocupar novos pastos.

No Brasil, o berrante era uma opção mais econômica do que as trompas de caça

Segundo o escritor Mário de Andrade, em seu livro Dicionário Musical Brasileiro, o principal uso do berrante, nos idos tempos, era justamente o econômico:

“Com a dificuldade monetária e comercial de se adquirir trompas de caça na Europa, o caçador brasileiro fez o berrante”, escreve o autor no livro.

Na época do Brasil colônia, nos séculos 18 e 19, o berrante foi amplamente usado principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país, e aos poucos foi se espalhando para o Centro-Oeste. 

Além de ajudar os tropeiros e condutores de gado a não dispersarem os animais.

Assim como.

Serviam como forma de comunicação entre as pessoas que estavam longe uma das outras, fazendo vários tipos de sons que, entre eles, significam coisas distintas.

Lembre-se que nessa época não existia WhatsApp. 😛 

As viagens poderiam durar meses e eram muitos solitárias.

Assim.

O vaqueiro seguia com o rebanho por quilometros e quilometros, e por isso o som do berrante passou a ser uma forma de expressão importante para esses profissionais. 

Hoje, o berrante é um símbolo da força do sertanejo brasileiro, que enfrentou rios, montanhas e florestas na lida da boiada.

Como é feito um Berrante?

Essa é uma pergunta que todo mundo faz quando vê alguém tocar o berrante. Concorda?

O berrante é feito com diversos chifres de boi, que na verdade são chamados de cornos.

Um só berrante pode levar até 5 cornos.

As emendas

As emendas do instrumento geralmente são feitas de couro, mas também podem ser feitas com anéis do próprio corno.

O indicado é que o berrante não tenha mais do que 90cm de comprimento, até para não ser um instrumento pesado demais para o sertanejo manusear e não prejudicar sua sonoridade. 

No processo de confecção do berrante, que é totalmente artesanal, primeiro são cortadas a ponta e base do corno.

Os anéis que ligam os cornos no berrante podem ser confeccionados a partir desta “sobra”. 

Hora do processo de lixamento

Quando a peça já estiver bem lixada, uma fresa (ferramenta rotativa grande, que funciona como uma furadeira) é colocada na parte de dentro para deixar o corno mais fino e garantir um som mais harmonioso.

Depois é hora do processo de polimento da peça, que deve ficar com um aspecto brilhante e bastante bonito.

Encaixe das peças

Por último, todas as peças são coladas e encaixadas em um processo delicado.

É também nessa fase que são adicionados o bocal, o friso e alça.

Os artesãos que trabalham com a arte do berrante precisam ter um ouvido afiado e uma ótima noção musical para fazer com que o instrumento seja perfeito. 

Produção de berrantes nos dias de hoje

Os animais que têm melhores cornos, ou chifres, são os mais velhos, mas o abate do gado hoje é cada vez mais cedo, o que faz com que a matéria prima para o berrante não tenha aquela qualidade de antigamente.

Mas.

Ainda é possível encontrar diversos artesão que lidam com fornecedores de qualidade e garantem o som impecável.

Outra coisa incrível do berrante é que ele simplesmente não fica velho. Portanto, se você tiver um berrante do seu bisavô, ele provavelmente servirá!

Como escolher o Berrante ideal 

tocando-berrante

Se você está querendo começar a tocar, mas não sabe qual berrante adquirir, vamos te ajudar!

Afinal.

Nem todo mundo tem a sorte de herdar um berrante, mas não tem problema porque temos diversos modelos de qualidade disponíveis na Lojas Country, o shopping do campo.

Modelos de Berrantes

Para começar, o mais indicado é que você escolha um berrante leve, com emendas iguais (de mesma espessura) para que você consiga aprender os toques graves e agudos (já já vamos explicar cada um deles) com mais facilidade. 

Iniciante

O ideal é escolher um modelo que tenha várias escalas de agudo. A dica mais importante é relacionada ao bocal: ele precisa, invariavelmente, encaixar bem na sua boca.

O meio termo (nem muito raso, nem muito profundo) é o melhor para os iniciantes.

Profissional

Aqueles com emendas em couro são de menor preço, comparando com os de emendas em cornos.

Para começar você pode apostar em um de couro e quando ficar craque, melhorar seu instrumento para um com anéis de corno.

Em relação ao tamanho, não se assuste e não compre exclusivamente por isso: existem berrantes menores que têm um ótimo som, assim como existem berrantes grandes que também são bons. 

A maior dica é pegar no instrumento e ver se o peso é o ideal para você, além de se atentar ao bocal. Não se esqueça que ele precisa encaixar muito bem na sua boca.

Aqui você encontra >> Berrante Profissional, Semi e Infantil. De qualidade e melhor preço.

Som de Berrante: 5 principais

como tocar berrante

Se engana quem pensa que só existe um som possível a ser feito com o berrante. Este é um instrumento que pode ter uma complexidade grande.

Quem nunca viu alguém tentando tocar um berrante e passando vergonha por aí né?

Os sons do berrante são chamados de toques e aquele que toca o instrumento é chamado de berranteiro. Os principais toques são:

Toque de saída

É aquele usado para fazer com que a boiada se arrume em grupo e saia na direção que o berranteiro mandar.

Ele é um toque um pouco mais sereno, e pode ser utilizado também para acordar a boiada depois do descanso. 

Toque de estradão

Esse é o toque que dá uma animada na boiada depois de muito tempo de estrada. É um toque repicado, que parece o marchar de um soldado.

É usado como estímulo para os animais continuarem andando. Os bois gostam muito desse som!

Toque de rebatedouro

Ele é utilizado em situações de perigo e soam como um alerta a boiada e a quem está passando próximo. Se assemelha ao som do clarim.

Queima do alho 

Esse é o som da hora boa: significa que chegou a hora do descanso da boiada e do berranteiro, é hora do almoço, ou como chamamos carinhosamente no campo, hora da bóia.

Toque de Floreio 

Esse é o toque preferido por muitos berranteiros. É aquele que deixa todo mundo livre pra tocar o berrante do jeito que quiser.

Geralmente é feito em momentos de lazer. É feito pra fazer graça e experimentar!

Os berranteiros conseguem expressar toda sua musicalidade por meio dessa categoria de toque.

Como Tocar Berrante

Vamo deixar  às dicas para aprender como tocar berrante e não fazer feio na frente de ninguém!

Dica número 1

Se você perguntar para um berranteiro profissional qual a dica mais importante, ele dirá que é aprender a umedecer os lábios.

Pode parecer besteira, mas a parte mais delicada do processo, além do fôlego, é saber 

O toque de mestre está em não deixar o bocal do berrante tão enlambuzado, mas mesmo assim permitir que seus lábios estejam bem úmidos para o treinamento.

É algo que você vai aprender no dia a dia, testando e praticando. 

Dica número 2  

Agora você deve aprender a posicionar seu lábio corretamente no bocal. É como se você fosse dar um beijo em alguém: deixe seus lábios relaxados, apenas posicione-os no bocal com delicadeza. 

É importante não colocar o bocal todo dentro da boca, pense no berrante como uma flauta: é delicado o bastante para que você não queira engolí-lo.

E lembre-se: não deixe os lábios enrijecidos nem faça força no bocal. 

Dica número 3

O próximo passo é aprender a soprar. Comece treinando sem o berrante, como se estivesse assobiando.

Bem como.

Aprenda a manter um ritmo bom, regular e forte no seu sopro.

Quando sentir que está conseguindo manter esse ritmo por mais de 5 segundo, passe para o berrante. 

Aí é hora de começar a ouvir o som que você está produzindo e ir adaptando conforme a sonoridade.

Tudo é treinamento, não pense que será simples aprender a tocar aquele som bonito. 

Escute o som que você está produzindo e vá testando diferentes intensidades de sopro. 

Dica número 4

Nunca se esqueça de higienizar o seu instrumento todas as vezes que terminar a prática.

A final.

A quantidade de saliva que vai se acumulando no berrante pode deteriorar o instrumento.

Além disso.

Lave com água corrente e evite que a água caia nas partes de couro, caso isso aconteça, deixe o berrante no sol por 10 minutos (não exceda esse tempo pois o couro não reage bem ao sol, é só o tempo de secar). 

Ainda assim.

Evitar usar produtos químicos de limpeza que podem danificar o seu instrumento.

Como tocar berrante: 3 vídeos que podem te ajudar a aprender

Agora que você já sabe o passo a passo para começar a praticar, te indicamos alguns vídeos bastante didáticos que podem ajudar no processo de aprendizado!

Vídeo 1: aprender a tocar

Vídeo 2: aprender a ter fôlego suficiente

Vídeo 3: aprender os 5 toques diferentes

Concurso profissional de Berrante

Sabia que se você aprender a tocar berrante bem pode até participar de concursos e ganhar prêmios em dinheiro? Show, né?

Por exemplo.

O mais famoso dos concursos, sem dúvida alguma, é o da Festa do Peão de Barretos, maior rodeio da América Latina!

Imagina fazer seu berrante vibrar para as mais de 50 mil pessoas que todos os anos lotam a arena?

Aliás.

A disputa é uma atração à parte no rodeio e geralmente dura cerca de uma hora e meia.

Acontece no último sábado do evento, no qual são apresentados os 15 homens e mulheres escolhidos.

Os competidores vêm de todo o Brasil e a disputa é grande! Os três primeiros lugares ganham prêmios em dinheiro.

Os berranteiros devem executar corretamente os cinco principais toques do instrumento.

Por fim.

São avaliados por uma comissão especial que dá nota para cada um deles.

Imagina só você lá, hein?

Hora de tomar fôlego!

Agora que você já sabe tudo sobre Berrante e recebeu dicas de como tocar, é hora de adquirir o seu e fazer bonito com a galera nos rodeios!

Além disso.

Minha dica é treinar bastante, fazer um cafezinho coado e um bolo de milho para acompanhar a tarde de boas memórias.

Não esqueça, o Berrante que você procura tem na Lojas Country, o shopping do campo.

Por fim.

Aproveita, compartilha o artigo em suas redes sociais e nos marca lá! Estamos no Instagram: @lojascountrycom e Facebook: lojascountrycom. Semanalmente temos conteúdo novo relacionado ao mundo equestre, country e sertanejo aqui no Blog Universo Country!

Abraço e até o próximo artigo.

Ailson J. Lima
Jornalista, formado pela UFPE e especialista em Marketing Digital, SEO e Inbound. Redator e Growth Freelancer. Apaixonado por história, cinema, tecnologia, cultura pop e filosofia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, informe seu nome

Veja também

Cavalos mangalarga marchadores correndo no campo

Cavalos de Raça: conheça as 10 principais raças de cavalo no...

Existem diversas raças de cavalo, mas você sabe identificar os Cavalos de Raça e quais são as maiores raças do mundo? Para...